30Abril2017

                                                                                                                                                                                                                                         ÁREA RESTRITA | DIRETORIA

Você está aqui: Principal SBPH História

A História da SBPH

FUNDAÇÃO

A Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar foi fundada em 1997, mas sua história começou muito antes disto. Na década de 1980 começaram uma serie de congressos e encontros particulares com uma rica programação científica, que geravam debates e reflexões sobre a profissão.

Dessa forma, na medida em que a práxis do psicólogo hospitalar passa a ser discutida, surge a necessidade da criação de um órgão que cuidasse dos interesses e avanços científicos da classe. Em 4 de junho de 1997 as psicólogas Bellkiss Wilma Romano (SP) e Marisa Decat de Moura (MG) reuniram no Centro de Estudos do Hospital Mater Dei, quarenta e cinco profissionais que atuavam em hospitais de todo país para uma assembléia , a partir da qual fundaram a SBPH em Minas Gerais, com sede em Belo Horizonte. A sociedade foi legilitamada através de um estatuto, o qual foi aprovado pelos presentes, com o objetivo de organizar e promover direitos e deveres entre os profissionais.

CONGRESSOS DA SBPH

No ano seguinte a sua fundação foi realizado o I Congresso da Sociedade, em Guarujá, São Paulo, nos dias 27, 28 e 29 de agosto de 1998. O II congresso foi realizado em Belo Horizonte nos dias 19, 20 e 21 de agosto 1999. O III congresso foi realizado em Salvador, no período de 18 a 21 de outubro de 2001. O IV congresso em Porto Alegre, no período de 17 a 20 de setembro de 2003. O V congresso em São Paulo, no período de 07 a 10 de setembro de 2005. O VI Congresso em Natal, no período de 12 a 15 de setembro de 2007, com o tema: “10 anos da SBPH: ampliando horizontes na construção de saberes”. O VII Congresso da SBPH foi realizado em Setembro de 2009 no Rio de Janeiro. Durante esse congresso, foi realizado pela primeira vez em parceria com o Conselho Federal de Psicologia, a prova para o Concurso de Título de Especialista em Psicologia Hospitalar. O VIII Congresso da SBPH aconteceu em Curitiba no ano de 2011. Em agosto de 2013 foi realizado em Belo Horizonte, o IX Congresso, com o tema “Desafios Contemporâneos da Psicologia Hospitalar: Teoria e Clínica, pela primeira vez com um Fórum Internacional Psicologia e Hospital”. Em continuidade à parceria firmada com o Conselho Federal de Psicologia a SBPH realizou pela terceira vez a prova para o Concurso de Título de Especialista em Psicologia Hospitalar. O X Congresso da SBPH aconteceu em São Paulo, no mês de setembro de 2015 e teve como tema “O tempo da vida e a vida do nosso tempo- Repercussões na Psicologia Hospitalar”.

Para 2017 já está ocorrendo uma intensa organização para a realizar o XI Congresso da SBPH com o tema “ Psicologia na Saúde: Novas Demandas, Novos Caminhos, que acontecerá na cidade de Gramado/RS, entre os dias 30 de agosto a 02 setembro.

TÍTULO DE ESPECIALISTA

Nesse percurso foi fundamental e decisiva a participação da SBPH junto ao Conselho Federal de Psicologia - CFP, para conquista do título de especialista em psicologia hospitalar, regulamentada pela resolução 014/2000 do CFP. Com o título, a psicologia hospitalar deixa de ser uma prática oficiosa para ser uma especialidade reconhecida. Junto com a especialidade clínica congrega um número significativo de especialistas registrados.

Em 2009 foi realizada a primeira Prova de especialista em Psicologia Hospitalar pelo Conselho Federal de Psicologia no VII Congresso Brasileiro da SBPH no Rio de Janeiro - 04 a 07/09/09.


PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Na ocasião dos Congressos ocorre o Prêmio da SBPH, o qual visa incentivar e reconhecer a contribuição de trabalhos científicos para o desenvolvimento e a ampliação do campo da psicologia da saúde e hospitalar. É um concurso destinado aos melhores trabalhos apresentados sobre assistência, ensino e pesquisa de psicologia nos diversos contextos da psicologia da saúde e hospitalar destinado aos autores de trabalhos que se inscreverem no Congresso.

Outra importante forma de incentivo e divulgação à produção científica dá-se através da Revista da SBPH. Os periódicos hoje em formato digital que pode ser acessada através do site da BVsPsi. Esse portal dá maior visibilidade e possibilita o intercâmbio entre pesquisadores, professores e profissionais da Psicologia e áreas afins no Brasil e exterior: http://www.sbph.org.br/revista.asp

FÓRUM DE ENTIDADES NACIONAIS DE PSICOLOGIA BRASILEIRIA (FENPB) E UNIÃO LATINO AMERICANA DAS ENTIDADES DE PSICOLOGIA (ULAPSI)

A SPBH está inserida no Fórum de Entidades Nacionais de Psicologia Brasileira – FENPB, desde 2002. Nesta organização, a SBPH emitiu parecer favorável ao Projeto de Lei que determina a contratação de pelo menos dois psicólogos a cada duzentos leitos de hospital, emitiu parecer favorável ao aumento de remuneração do psicólogo que trabalha no SUS, participou ativamente junto ao FENPB da discussão do ato médico, fez parte da organização do III Congresso Brasileiro de Psicologia (CBP) com o tema “Ciência e Profissão”, realizado em 2010 e do plano estratégico da BVSPsi. Participou junto ao FENPB das sugestões relativas às Diretrizes curriculares em PSICOLOGIA.

A SBPH ainda é membro da União Latino Americana das Entidades de Psicologia (Ulapsi), chegando a ser eleita, em 2012, como uma das representantes das entidades das brasileiras na suplência do conselho executivo. A ULAPSI reúne várias entidades de Psicologia da América Latina e proporciona uma articulação científica, profissional e acadêmica, sem fins lucrativos e com o compromisso de incentivar intercâmbios entre as entidades filiadas, que possam servir como instrumento de transformação e melhorias das sociedades latino americanas. Como conselheira titular o Brasil conta com a representação da Psicóloga Adriana Eiko do CFP e conselheira suplente a Psicóloga Juliana dos Santos Batista da diretoria da SBPH.

FUNÇÕES DO PSICÓLOGO HOSPITALAR CONFORME DEFINIÇÃO DO CFP E SBPH

- Atua em instituições de saúde nos níveis secundário e terciário;

- Atua em instituições de ensino superior e/ou centros de estudo e pesquisa visando aperfeiçoamento ou especialização dos profissionais;

- Atende a pacientes e familiares, membros de equipe multidisciplinar, alunos e pesquisadores quando estes estão em pesquisa de campo;

- Avalia e acompanha intercorrências psíquicas quando o paciente está em tratamento;

- Favorece a promoção e recuperação da saúde física e mental, promove intervenção para melhorar a relação médico/paciente/família;

- Atende pacientes clínicos/cirúrgicos em diferentes especialidades;

- Realiza atendimento psicoterapêutico, grupos, psicoprofilaxia, avaliação diagnóstica, interconsultas;

- Trabalha em ambulatório, enfermarias, PS, UTI, UCO e atua de forma interdisciplinar.

LISTA DE PRESIDENTES DA SBPH

Bellkiss Wilma Romano (SP) 1997 - 1999

Marisa Decat de Moura (MG) 1999 - 2001

Patrícia Pereira Ruschel (RS) 2001 - 2003

Silvia Maria Cury Ismael (SP) 2003 - 2005

Tânia Runicki (RS) 2005 - 2007

Monica Giacomini (SP) 2007 - 2009

Claire Terezinha Lazzareti (PR) 2009 - 2011

Elaine M C Zanolla Dias (MG) 2011 - 2013

Valeria de Araújo Elias (PR) 2013 - 2015

Paula Costa Mosca Macedo (SP) 2015 – 2017

GESTÃO 2015-2017

Atualmente a SBPH é presidida pela psicóloga Paula Costa Mosca Macedo (SP), juntamente com um grupo de diretores bastante atuantes na área de psicologia hospitalar e da saúde, que ficarão na gestão entre 2015 e 2017.

A diretoria acredita que uma sociedade é constituída essencialmente por seus membros. Considera que ser sócio implica em uma participação ativa na construção do desenvolvimento, conhecimento, formação e atuação da Psicologia Hospitalar no Brasil. Ser associado da SBPH deve significar contribuir para o fortalecimento e a promoção da especialidade, ampliando seu reconhecimento e valorização.

Desde sua criação, a Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar tem apostado na construção e no avanço dessa práxis, buscando investir na educação continuada a fim de contribuir para a formação dos profissionais da área.

Para exercer o trabalho nesse contexto tão peculiar, é fundamental a formação do psicólogo. Para isso procurou-se ampliar o campo teórico, revisar conceitos e avançar na clínica que vem sendo formalizada a partir dos impasses.

Através dessa história testemunhamos os avanços e desafios da Psicologia Hospitalar. Portanto, a SBPH reitera o comprometimento dos psicólogos que trabalham nesta área, de construir e consolidar os pressupostos teóricos de sua prática, e reconhece a importância da psicologia hospitalar no cenário brasileiro.